domingo, 30 de setembro de 2012

A Força do Pensamento

Temos muito para aprender com as artes, seja com música em especial, que pode nos trazer reflexões interessantíssimas. 
Esta letra da música de uma Banda brasileira chamada Cidade Negra, reflete muito bem a importância da Força do Pensamento Positivo. 
Observemos a letra, vejamos o vídeo e atentemos para força do nosso pensamento.
Ótimo domingo com Pensamentos Positivos, Otimistas e muita Alegria interior!

Pensamento – Cidade Negra
Você precisa saber
O que passa aqui dentro
Eu vou falar pra você
Você vai entender
A força de um pensamento
Pra nunca mais esquecer
Pensamento é um momento
Que nos leva a emoção
Pensamento positivo
Que faz bem ao coração
O mal não
O mal não
Sempre que para você chegar
Terá que atravessar
A fronteira do pensar

A fronteira do pensar
E o pensamento é o fundamento
Eu ganho o mundo sem sair do lugar
Eu fui para o Japão
Com a força do pensar

Passei pelas ruínas
E parei no Canadá
Subi o Himalaia
Pra no alto cantar
Com a imaginação que faz
Você viajar, todo mundo
Estou sem lenço e o documento
Meu passaporte é visto em todo lugar
Acorda meu Brasil (Portugal)com o lado bom de pensar
Detone o pesadelo pois o bom
Ainda virá
Você precisa saber
O que passa aqui dentro
Eu vou falar pra você
Você vai entender
A força de um pensamento
Pra nunca mais esquecer
Custe o tempo que custar
Que esse dia virá
Nunca pense em desistir, não
Te aconselho a prosseguir
O tempo voa rapaz.
Pegue seu sonho rapaz
A melhor hora e o momento
É você quem faz
Recitem

Poesias e palavras de um rei
Faça por onde que eu te ajudarei
Recitem poesias e palavras de um rei
Faça por onde que eu te ajudarei
Recitem poesias e palavras de um rei
Faça por onde que eu te ajudarei
Recitem poesias e palavras de um rei
Faça por onde que eu te ajudarei

sábado, 29 de setembro de 2012

A Arte da Mudança

Imagem do google
Alguma vez já tentou mudar um hábito ou um comportamento?
Pode ser algo simples como alterar o lado que usa o relógio de pulso ou mudanças mais complexas como um hábito, comportamento ou pensamento pernicioso ou negativo que vê que te prejudica. Por que isso ocorre? Porque agimos no "piloto automático". A maior parte dos nossos hábitos e comportamentos são regidos por esse mecanismo. Não refletimos, apenas repetimos algo sem saber nem sequer porque o fazemos.
Quando saímos do modo piloto automático? Quando assumimos a direção, a responsabilidade por nossa vida. Só que isso irá exigir de nós um "esforço extra" pois será necessário observar o que se está a fazer, o como se está a agir e principalmente como se está a pensar. Muitas vezes podemos ter aquele arranque inicial, onde parece que estamos dispostos, mas aí vem aquele desânimo, uma sensação de que não valerá a pena tamanho esforço extra e lá está novamente a pessoa volta aos seus velhos hábitos, pensamentos e comportamentos prejudiciais. 
Por que não mudamos então, já que sabemos que algo nos faz mal? 
Porque irá exigir que nos mantenhamos vigilantes e muito atentos connosco. Aprendemos estes hábitos e comportamentos ao longo de muito tempo e eles nos trazem conforto e alguma tranquilidade(mesmo sendo ruins). Em suma, temos algum ganho. Nos sentimos seguros em repetir algo conhecido. Imagine ter que enfrentar o desconhecido, o novo, o que irei ganhar ou perder? Muitas pessoas dizem que são viciadas em café, tabaco, álcool, correr, comer em excesso, sexo, pensamentos negativos, procrastinação, etc e alegam não ter como viver sem isso, porque isso aplaca sua ansiedade.  Estes mesmos maus hábitos ou comportamentos negativos  trazem uma compensação imediata e é verdade, só que trazem prejuízos muito maiores, pois tornam-se um cárcere. Claro que a mente não pensa nisso e quer apenas os ganhos imediatos, o agora, o hoje. Razão e emoção estão em total descompasso. 
Por isso não basta apenas dizer a partir de hoje vou mudar, porque vira as tais promessas de final de ano, que se faz no dia 31 de dezembro, de por exemplo "segunda-feira começo uma dieta", "vou ao médico fazer um check-up", "inicio um curso que sempre sonhei", entre tantas outras promessas que fazemos mas que não passam de palavras soltas jogadas no ar e que não chegam, como dizemos no Brasil ao Carnaval, que costuma ser em fevereiro. Se for uma dieta, temos aquela desculpa pronta, "é só por hoje", se for acordar mais cedo, estamos cansados, se é mudar um pensamento diz-se quando vi lá estava no fundo do poço triste, e temos sempre uma justificativa pronta na ponta da língua, ótima para dizer porque não mudamos e assim seguimos em nossa vida dia após dia, ano após ano sem que se consiga mudar de verdade. 
Não estou a preconizar com isso que mudar seja uma tarefa fácil. Não mesmo. Porque por mais que saibamos que algo seja prejudicial, nossa razão sabe, mas e a emoção? Quando se vê a coisa descambou e se perdeu. Portanto uma mudança só é mesmo possível se envolver razão e emoção. Pois senão pensa-se uma coisa e faz-se outra. Nossa direção automática é ir em direção ao prazer, ao imediato e cômodo e sair correndo do esforço. 
O novo nos fará sair da nossa "zona de conforto" e o medo que teremos que enfrentar? É um período de transição onde não temos mais o comum, o conhecido, a segurança, será preciso aliar razão e emoção se quiser mudar verdadeiramente. 
Muitas vezes não levamos isso a sério e aí fica mesmo difícil mudar. A motivação precisa vir de algo que realmente inspire a pessoa, se ela não enxerga o que quer mudar, não terá nada externo à ela que a faça mudar. Podem outras pessoas dizerem que ela precisa mudar, que isto a prejudica, mas ela não vê isso como um problema, ou até vê mas não ainda não se dispôs a mudança, não adianta, ela não mudará. É preciso enxergar a necessidade da mudança para de facto ela ocorrer. Sem isso a mudança fica mesmo na fala, às vezes nem isso. É preciso estar convencido que se quer mudar e trabalhar para isso.
O que de facto está a te levar a mudar? O que te motiva a mudar? Queres mudar por si próprio ou alguém está a te dizer que precisa mudar?

Não espere mais comece hoje a sua MUDANÇA interior para ser mais feliz.
Tomar consciência e estar no controle da sua vontade é o fator mais importante para a Arte da Mudança. 


quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Clube do Riso

Divulgo o CLUBE DO RISO da Líder de Yoga do Riso, Psicóloga, Formadora, Amiga e Coach Eveline Carvalho.
Uma óptima oportunidade de ser feliz. Todo mês decorre a sessão sempre no último sábado do mês.
RECOMENDO!

Apenas"Passe Adiante..."

Imagem do google
Adoro contos, metáforas,fábulas, parábolas e histórias. Gosto de contá-las e de ouvi-las. Penso que aprendemos muito com elas, talvez pela forma com que são apresentadas fazendo-nos transportar, imaginar, criar e isto nos facilita a compreensão das nossas questões. Vejamos que quando estamos a contar uma história para as crianças eles silenciam, observam nossos gestos e palavras, se nossa entonação vocal é mais forte, grave, aguda,  há um processo criativo por trás e elas mudam, bem como com os adultos, voltamos a nossa magia interior. É só a gente observar e relembrar quando alguém nos conta alguma história positiva, alegre. Não se permita ouvir ou falar fofocas, cusquices(como chamamos aqui em Portugal as fofoquices), quando alguém vier contar algo que não seja positivo, uma maledicência, algo que não vá acrescentar nada na sua vida, nem na de quem conta, corte de imediato. Não alimente esse monstro, dê mesmo um fora na pessoa, mude de assunto, conte uma história positiva que traga algo de bom. Já falei aqui no blog do Filtro de Sócrates que aborda este tema. Lembre-se se suas palavras não forem acrescentar algo positivo, SILENCIE
Aproveito para deixar essa bela metáfora para reflexão.

Apenas "passe adiante"...!!!
Lá estava eu com minha família, em férias, num acampamento isolado e com carro enguiçado.
Isso aconteceu há 5 anos, mas lembro-me como se fosse ontem.
Tentei dar a partida no carro. Nada...
Caminhei para fora do acampamento e felizmente meus palavrões foram abafados pelo barulho do riacho.
Minha mulher e eu concluímos que éramos vítimas de uma bateria arriada.
Sem alternativa, decidi voltar a pé até a vila mais próxima e procurar ajuda.
Depois de uma hora e um tornozelo torcido, cheguei finalmente a um posto de gasolina.
Ao me aproximar do posto, lembrei que era domingo e é claro, o lugar estava fechado...
Por sorte havia um telefone público e uma lista telefônica já com as folhas em frangalhos.
Consegui ligar para a única companhia de auto-socorro que encontrei na lista, localizada a cerca de 30km dali....
- Não tem problema, disse a pessoa do outro lado da linha, normalmente estou fechado aos domingos, mas posso chegar aí em mais ou menos meia hora.
Fiquei aliviado, mas ao mesmo tempo consciente das implicações financeiras que essa oferta de ajuda me causaria.
Logo seguíamos, eu e o Zé, no seu reluzente caminhão-guincho em direção ao acampamento.
Quando saí do caminhão, observei com espanto o Zé descer com aparelhos na perna e a ajuda de muletas para se locomover.
Santo Deus ! Ele era paraplégico !!!
Enquanto se movimentava, comecei novamente minha ginástica mental em calcular o preço da sua ajuda.
- É só uma bateria descarregada, uma pequena carga elétrica e vocês poderão seguir viagem, disse-me ele.
O homem era impressionante, enquanto a bateria carregava, distraiu meu filho com truques de mágica, e chegou a tirar uma moeda da orelha, presenteando-a ao garoto.
Enquanto colocava os cabos de volta no caminhão, perguntei quanto lhe devia.
- Oh! nada - respondeu, para minha surpresa.
- Tenho que lhe pagar alguma coisa, insisti.
- Não, reiterou ele.
Há muitos anos atrás, alguém me ajudou a sair de uma situação muito pior, em um grave acidente, quando perdi as minhas pernas, e o sujeito que me socorreu, simplesmente me disse :
- Quando tiver uma oportunidade, "Passe isso adiante".
Eis minha chance... Você não me deve nada !
Apenas lembre-se : Quando tiver uma oportunidade semelhante, faça o mesmo...
"Somos todos anjos de uma asa só, mas, como somos imperfeitos, precisamos nos abraçar para alçar voo"
Se Você gostou dessa história, por favor, não agradeça, apenas "passe adiante"..... !!!
Autor desconhecido
Retirado do site www.metáforas.com.br



quarta-feira, 26 de setembro de 2012

O Poder dos Pensamentos, Palavras e Ações Positivas

Você já prestou atenção nas suas palavras, seu discurso ou seja naquilo que fala habitualmente? Pois se fala é porque pensa e o pensamento é algo poderoso. Portanto se seus pensamentos são para o pessimismo, a negatividade, o medo, de certeza que suas palavras não serão diferentes. Pensamento é AÇÃO!
Já ouvi muitas pessoas dizerem não é porque dizem palavras negativas, insultos, calões(palavrões), se auto depreciam quando fazem algo que ditam sua atitude perante a vida. Sinto muito em discordar, não é verdade. É só se auto observar. Se você verbaliza palavras negativas, suas ações serão de atitudes e palavras negativas, por mais que se tente manter um verniz, uma imagem de alguém calmo, tranquilo, não se consegue manter esta postura fingida por muito tempo. Pessoas positivas, atraem situações positivas. Não quero dizer com isso que não acontecerão situações negativas ou problemas  na vida de uma pessoa que pensa e age de forma positiva. A vida é feita de constantes desafios. A atitude perante estas situações é que fará a diferença. 
Portanto se deseja mudar, se já tem consciência de que os pensamentos positivos, nobres, geram as palavras e consequentemente as ações positivas, agora virá a mudança de hábito e de comportamento mental. 
Se a pessoa fica a pensar e repensar em situações passadas ou futuras de medo, vingança,  ansiedade ou qualquer tipo de sentimento negativo, gerará dentro de si estes sentimentos, é como se os alimentasse. Muitas pessoas dizem mas não basta dizer palavras positivas para mudar. É verdade. Se faz necessário pensar, falar e agir de forma positiva. 
Se alguém diz,  sempre faço tudo errado, automaticamente seu inconsciente se programa para que o que busque fazer acabe por fim por se confirmar no que a pessoa pensou, nada em sua vida dá mesmo certo, como uma "profecia que vem a se confirmar". 
Se você experimentar alterar seus pensamentos e passar a se observar se está a pensar em algo negativo e substituir por pensamentos positivos, consequentemente falará e agirá de forma positiva. 
Alguns exemplos de pensamentos edificantes, potenciadores, que podem substituir pensamentos negativos e limitadores:
-Sou feliz e grato por TUDO o que SOU e tenho em minha vida
-Eu confio nas pessoas
-Eu mereço ser FELIZ
-Eu sou uma pessoa flexível
-Eu consigo superar as minhas limitações
Entre muitas outras...
Quais são os Pensamentos,  Palavras e Ações Positivas você começará a usar na sua vida a partir de hoje?

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Coaching e Mudança de Carreira

Muitas pessoas buscam o processo de coaching com o intuito de mudar de carreira. Seja porque estão estressadas, desmotivadas e percebem que gostariam de ter maior qualidade de vida fazendo algo que sempre sonharam, mas que por diversos motivos não puderam fazê-lo anteriormente.
O Coaching auxilia nesse processo de transformação, porque leva a pessoa a realmente perceber o que quer? O que está buscando verdadeiramente? Será que a pessoa está apenas estressada, cansada ou deseja uma mudança genuína. O primeiro passo a se pensar é o que está por trás do desejo de mudança? Se está análise não for feita de forma profunda, a pessoa "mudará" o externo, pode até encontrar outra carreira e pouco depois estará sentindo a necessidade de mudança, a insatisfação e passado a euforia inicial, vai se perdendo a paixão e o que fica são apenas a "parte suja" como costumo dizer de qualquer relação seja ela pessoal ou profissional. 
A função do Coach é fazer o Cliente chegar as suas conclusões, ele não dá respostas prontas.  O Coach não dá conselhos, ele aponta caminhos e direções, quem faz a caminhada, o processo é o Cliente. Ele  faz muitas perguntas e como me disse uma cliente, faz pensar, mas principalmente, faz AGIR. Pois é com esse mundo de perguntas que chegamos dentro de nós mesmos, tão profundamente que a pessoa consegue se responder, por que quer mudar? 
No caso da mudança de carreira, bem como para mudar de vida. A grande pergunta a ser feita é qual o seu propósito de vida? Quantos jovens buscam (falarei agora da realidade vivida no atual momento no Brasil) o concurso público para possível solução de "TODOS" os seus problemas, sendo os principais que a iniciativa pública do Brasil oferece, estabilidade e salários muito acima da média. Só que apenas isso basta? Alguns concurseiros como são chamados aqueles que estão a se dedicar fervorosamente para passar nas provas dos concursos públicos dizem que sim. Só que tem um detalhe, para alguns que lá chegam no pódio, no passar no concurso e assumir o seu cargo público, bate a sensação de o que é isto? Onde fui parar? Não era bem o que eu sonhei. O trabalho é enfadonho, mas e agora tenho um salário altíssimo, tenho segurança, estabilidade, mas  não sou feliz e começa a ficar doente, a sofrer de depressão, ter insônia. Mas atenção isto não ocorre apenas em quem entra para o serviço público, pode ser em qualquer área. A pessoa pode apenas perceber que não está a fazer o seu melhor, que não está a seguir seu propósito de vida. 
Quando falamos em propósito de vida ou projeto de vida, algumas pessoas se imaginam a trabalhar em África ou em algum projeto social na América Latina, e esquecem que o projeto de vida, pode ser realizado até no escritório onde você trabalha. Quantos dizem meu sonho é ir para x lugar fazer voluntariado, só que ao lado de sua casa tem uma Instituição à espera de auxílio, mas queremos o grandioso, o mega e esquecemos, que existe um outro lado em qualquer situação, nem tudo são flores. 
Nem sempre é uma questão de mudar de carreira, às vezes a simples mudança de emprego, pode auxiliar nesse processo.
A pessoa deve se perguntar por que quer mudar?  Está aberta para esta mudança? Como vê sua vida sem fazer o que faz no atual momento? Como pode fazer uma mudança gradual, caso não esteja certo do que quer realmente mudar. A pessoa pode ter um hobbie que quer transformar em sua profissão principal, ou aquele projeto/sonho que quer ver transformado em realidade. Vai ter que suar a camisola, correr na frente dos seus projetos.
Se a pessoa idealiza muito, faz planos com muitos sonhos, sem fincar os pés na realidade a frustração é quase certa. 
Se a sua mudança de carreira é numa área completamente diferente da sua não espere por exemplo que ao enviar um currículo seja chamado logo de cara. Esteja firme no seu propósito. Muitas vezes o "não" recebido, será o combustível necessário para que a pessoa não desista.
Persevere no seu propósito e pense como sua profissão pode auxiliar o máximo de pessoas possíveis. Pense em como lida com frustrações? É dos que desabam, se desarvoram no primeiro vento?  
Vamos há um exemplo prático do que ocorre, se alguém diz que não quer mais ser empregado e que tem o desejo ardente de ter seu negócio próprio, já pensou no que quer fazer? Que tipo de negócio quer trabalhar? Consegue se ver a fazer um trabalho de vendas, sim pois divulgar seu trabalho é uma venda, ou a palavra venda lhe causa repulsa?? Como lida com o facto de não ter uma renda fixa inicialmente ou até ter clientes fixos? Qual a sua disponibilidade em divulgar o seu trabalho, fazer propaganda? Como está sua rede de relacionamentos?  Como é para si viver fora de uma empresa, sem manter contacto com mais alguém? Já tem clientes? Os escritórios tipo coworking surgiram dessa necessidade, pois muitos profissionais autônomos que trabalhavam isolados em suas casas, perceberam a necessidade de estar ao menos por algumas horas por dia com outras pessoas, fazendo valer o ditado de que "ninguém é uma ilha".
Tenho fartos exemplos de pessoas que estiveram empregados por muitos anos em grandes empresas, depois saíram, ficaram na autonomia, sentiram vontade voltar ao "9 às 18h" como chamamos um trabalho full time. Não existe certo ou errado, existe o que te faz se sentir bem, que te faz crescer, evoluir. Não é uma questão de se acomodar numa situação profissional infeliz, é aprender a olhar para o que se faz com paixão por mais simples ou complexo.
Não esqueça que para mudar é preciso coragem e calcular riscos. 
Lembre-se você não está condenado a ter a mesma profissão para o resto dos seus dias, se você ama o que faz, dificilmente se sentirá assim, se não ama o que faz, se não encontra sentido ao seu trabalho, está na hora de encontrar.
Lembrei-me do Rodrigo Baggio que é um empreendedor social, respeitado em todo o mundo, criador da ONG  CDI - Comitê para Democratização da Informática na América Latina, veja o site  e conheça o magnífico trabalho http://www.cdi.org.br/ 
Respeitado no mundo todo por seu trabalho, trabalhou com inteligência artificial, sempre teve paixão pela área de informática e como ela poderia auxiliar outras pessoas. Muito jovem aos 12 anos coleçou a trabalhar como voluntário ministrando aulas de informática em escolas de comunidades carentes/ favelas no Rio de Janeiro. Tem uma outra formação agora em Ciências Sociais, talvez pelo facto de lidar com tantas pessoas, ou até se calhar, era sua outra paixão, honestamente não sei. Conto isto porque é um exemplo de alguém que utilizou seus conhecimentos profissionais para mudar  a vida de outras pessoas. Ele viu que o sentido de sua vida era dar sentido a outras vidas. 
Pense no sentido que quer dar a sua vida quando estiver a analisar porque quer mudar de carreira ou qualquer coisa em sua vida.


segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Perseverança - A importância Desenvolver a Sua

Perseverança segundo o Dicionário é  o ato ou efeito de perseverar, ou seja, conservar-se firme, constante, persistir e perdurar. 
Como você sustenta a sua vida no aspecto psicológico, é daqueles que desistem com o primeiro vento, a primeira pedra no caminho, ou contorna as situações, passa, aprende com as experiências ou fica a se lamentar? 
A perseverança reside no facto de seguir apesar do medo, é termos disciplina, paciência para atingirmos o que objetivamos, seja na vida pessoal ou profissional.
Quantas vezes em nossa vida diária desistimos de nossos sonhos, de nossos projectos, por falta de perseverança para superar as dificuldades. Queremos respostas rápidas, se calhar podemos dizer que tudo deve ser imediato, plantamos hoje e queremos colher amanhã. Isso não existe na Natureza, há um tempo de semear e um tempo de colher. Portanto perseverar é preciso. Nos tornamos mais generosos connosco e com os outros quando perseveramos, observe em sua vida isto.
A perseverança exige esforço pessoal, determinação, coragem e automotivação, elementos estes que colaboram para conquistas maiores do SER.
Perseverança para mim é fazer a escolha consciente de não desistir.
Deixo-vos o vídeo abaixo com um belíssimo exemplo de perseverança.

domingo, 23 de setembro de 2012

O Poder da Gratidão

Imagem do Google
Tive a feliz oportunidade de ontem participar do Seminário Psicologia da Gratidão com o querido Divaldo Franco. É um tema que me interessa há muito tempo e sendo proferido por esse ser ímpar traz mais e mais reflexões. 
Algumas das muitas lições aprendidas no Seminário e que quero deixar é:
Gratidão é um sentimento raro e nobre. Não é apenas devolver o bem que nos fazem, é um sentimento mais complexo de amor que devemos manter por todos.
Quem é grato tem mais saúde, alegria de viver e retribui o que a vida oferece.
Gratidão pelo que nos acontece de bom, pelo que não nos acontece de ruim. E pelo que nos acontece de ruim também. Será que já somos capazes de agradecer pelo que nos acontece de ruim? Como parte de que necessitamos passar por algo que num primeiro momento não parece bom? Uma dor, uma perda, enfim. Enxergar que necessitamos passar por algo, ainda é uma longa caminhada. Pois pensamos que a vida é uma linha reta onde só nos deve acontecer coisas boas, o que não é verdade. Mas esquecemos.
É importante olharmos para dentro de nós e encontrarmos GRATIDÃO.
Lembrei-me da seguinte frase não tenho o nome do autor, se alguém souber me avise por favor:
"A gratidão é a mãe da alegria, ambas são inseparáveis" 
Portanto agradeça, reconheça que sua vida é repleta de motivos para agradecer e seja mais feliz.

sábado, 22 de setembro de 2012

Quem Tem Medo de Mudança Não Cresce!

Imagem retirada do Facebook da Agência de Comunicação Sustentável SM Comunicação
Hoje vou falar de um tema que é transversal ao desenvolvimento pessoal e profissional, MUDANÇA. Talvez porque hoje exatamente faz três anos que me mudei para Portugal. Eu já tinha me mudado anteriormente em 1998 de São Paulo, para Niterói. Não foi uma decisão fácil, simples, indolor. Nunca é. Deixava naquele período com 25 anos, tudo o que me era comum, pais, amigos,  trabalho, enfim tudo o que me era conhecido e cômodo e com o agravante de ouvir, que eu  era louca, para tomar cuidado com a violência(como se não existisse em São Paulo...), cuidado por não conhecer quase ninguém, que os salários eram muito mais baixos que em São Paulo(é verdade).Mas eu não ouvi essas vozes, até ouvi, mas não cedi. Lembro-me dos meus pais me levarem no ônibus (autocarro) na Rodoviária do Tietê(Estação de Camionagem) e eu com minha mudança que era composta por caixas e mais caixas de livros, objetos pessoais e uma mala. Eu comecei a chorar, minha mãe idem, meu pai me consolou dizendo que eu não me preocupasse com nada, qualquer coisa era só eu falar. Na época sequer eu tinha celular, não era tão vulgar assim adquirir um, podemos dizer que ainda era um objecto de luxo, menos de um ano depois deixou de ser. Foram 6 horas de viagem, são apenas 450 km de distância entre São Paulo e Niterói. Eu fui. Não foi nada fácil essa mudança, quantas vezes pensei será que estou no caminho certo? O que fiz? Claro que estava, não me arrependo de nada. Se não tivesse tido a coragem para essa mudança, não teria tido a coragem maior de mudar de país. Sim sair do Brasil para Portugal, também não foi fácil e hoje vejo a caminhada, relembro a chegada, num momento de crise económica, com desemprego em alta, com tanta gente a se mudar de Portugal, com tantos portugueses a imigrarem para o Brasil, mas nós fomos. A dor do período de transição, a ausência do que é conhecido, o medo do novo, o comportamento muitas vezes imaturo por não saber lidar com as situações que se apresentam e que não se tem nada para se basear. Passados 3 anos é que vejo como cresci, amadureci, se calhar, esse amadurecimento tenha vindo apenas nos últimos tempos, no momento da aceitação da realidade do momento presente, da certeza que somos responsáveis por tudo o que fazemos. Não minto em dizer que para mim tudo foi fácil, que me desprendi facilmente do Brasil, para mim foi muito difícil, chorei muito, sofri, enfim, coisas típicas da mudança (para a grande maioria, talvez se fosse hoje fosse diferente com o que sei...)encarar uma nova vida, tudo novo, longe do que me era comum, mas se tivesse optado por não fazer essa mudança por medo, não teria crescido. Simples assim. Enxergar isso custou um bocadinho, exigiu de mim uma grande mudança interior, perceber que tinha um porquê (ou vários) em estar aqui. Como acredito que nada é por acaso, é assim porque necessitava que o fosse. Que bom que aceitei o desafio!
GRATIDÃO é o que sinto por tudo!
Como diz a bela imagem desse post, quem tem medo de mudança não cresce, seja na vida pessoal ou profissional.


sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Faça O Amanhã (Make Tomorrow)

Imagem do CD OVO Peter Gabriel que tema faixa Make Tomorrow
A música que postei aqui no blog hoje é o tipo de canção que me toca e me emociona profundamente. Sou suspeita em falar de Peter Gabriel, a qual sou fã de carteirinha e penso que dispensa apresentações, mas aí vai para quem não o conhece. Sempre atuante com world music(música do mundo) tendo produzido vários artistas ao redor do mundo e as letras de suas músicas sempre profundas, de uma beleza rara nesses nossos dias onde muitas vezes a música tem sido tão banalizada com o que chamam de música mas não é. Pois música é algo que toca a nossa alma, não apenas grunhidos ou palavras negativas que mais perturbam do que alegram.
Estamos sempre a dizer que devemos fazer o nosso amanhã hoje, que a mudança do mundo começa em nós, não são apenas palavras soltas, jogadas no ar. Se observe, veja se está a fazer o seu amanhã no agora, no presente, não espere mais pelo momento perfeito, pela pessoa perfeita, desculpe informar não existe. 
Fazer o seu amanhã feliz começa agora, não espere mais. A bela canção fala de sonho, do sonhador, de ousadia, de tentar, de não desistir, de continuar a lutar. 
O vídeo belíssimo da música Make Tomorrow pode ser apreciado abaixo, é assistir e se emocionar.
FAÇA O AMANHÃ HOJE!
Música Make Tomorrow - Peter Gabriel
Put on the dress in which you were married
Pull down the veil til your eyes are hid
Can you remember where we both came from
Let us do as we did

Look at tomorrow today
Making tomorrow today
Making tomorrow today
Making tomorrow today
Make tomorrow
Make tomorrow
Make tomorrow today
Make tomorrow
Make tomorrow
Make tomorrow today

Put back the photo under your window
Put down the phone that you hold in your hand
Put away these things that stand in between us
Let us be what we can
When it seems
Hopeless
When it seems
Hopeless

Make tomorrow
Make tomorrow
Make tomorrow today
Make tomorrow
Make tomorrow
Make tomorrow today
Make tomorrow
Make tomorrow
Make tomorrow today

What better measure of what you were doing here
Then what you can leave behind
All the children of your children's children
Do you ever think what they're going to find
Make tomorrow
Make tomorrow
Where the sacred meet the scared
Make tomorrow
Make tomorrow
Where the dreamer's dream is dared

In each of us
A dream can burn like the sun
Let's try it all one more time
To get this lesson learned

Sitting up in a spaceship
Looking down at the earth
You wonder what they all stuggling for
What's it all really worth
Making tomorrow today
Making tomorrow today
Make tomorrow
Make tomorrow


Tradução - Faça o Amanhã
Colocar o vestido no qual você se casou 
Puxe para baixo o véu até que seus olhos estarão escondidos
Você consegue se lembrar onde ambos vieram 
Vamos fazer como fizemos 

Olhar para o futuro hoje 
Fazendo amanhã hoje 
Fazendo amanhã hoje 
Fazendo amanhã hoje 
Faça o amanhã 
Faça o amanhã 
Faça o amanhã hoje 
Faça o amanhã 
Faça o amanhã 
Faça o amanhã hoje 

Coloque de volta a foto sob a sua janela 
Desligou o telefone que você tem em sua mão 
Deixe de lado essas coisas que estão entre nós 
Vamos ser o que pudermos 
Quando parece 
Sem esperança 
Quando parece 
Sem esperança 

Faça o amanhã 
Faça o amanhã 
Faça o amanhã hoje 
Faça o amanhã 
Faça o amanhã 
Faça o amanhã hoje 
Faça o amanhã 
Faça o amanhã 
Faça o amanhã hoje 

Qual a melhor medida do que você estava fazendo aqui 
Então o que você pode deixar para trás 
Todos os filhos dos filhos de seus filhos 
Você já pensou o que vai encontrar 
Faça o amanhã 
Faça o amanhã 
Onde o sagrado atender o medo 
Faça o amanhã 
Faça o amanhã 
Onde o sonho do sonhador é ousado 

Em cada um dos nós 
Um sonho pode queimar como o sol 
Vamos tentar mais uma vez todos 
Para obter esta lição aprendida 

Sentando-se em uma nave espacial 
Olhando para a terra 
Você quer saber para que eles estão lutando 
O que é isso tudo realmente vale a pena 
Fazendo amanhã hoje 
Fazendo amanhã hoje 
Faça o amanhã 
Faça o amanhã 

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Pessoas Positivas

Imagem recebida por e-mail não tenho a fonte a autora me parece que é Giseli Silva, não tenho o link, se alguém souber diga-me
Muitas pessoas perguntam quando estou a fazer um recrutamento para preencher uma vaga o que levo em linha de conta para decidir por este candidato ou aquele outro, pois dizem que nós dos Recursos Humanos, usamos critérios absurdos,  que o tal "perfil" da vaga é uma incógnita, que muitos se utilizam de dinâmicas de grupo que não fazem sentido algum para quem as faz e muitas vezes até quem as aplica. É verdade quantos recrutadores não sabem porque estão a usar esta ou aquela técnica de selecção apenas fazem, seguem apenas um manual, um livro ou porque está na moda. Há de tudo, é verdade.
O facto é que não posso falar pelo restante dos colegas de profissão, falarei por minha experiência. Algo que sempre chamou minha atenção para além do currículo que pode estar muito bem estruturado, com uma experiência fantástica, que pode não condizer com a realidade é a atitude do candidato, sua essência, o que passa naquele momento. O candidato pode estar nervoso, tenso, e é normal que assim esteja,  mas se retirarmos esse aspecto o que fica? 
Uma entrevista de selecção deve proporcionar ao entrevistador e ao candidato um momento de conhecimento, de abertura, de falar sobre seu percurso e se soubermos perceber muitas vezes em perguntas bem elaboradoras, o selecionador captará se a pessoa tem uma característica que ao meu ver é fator primordial num ambiente de trabalho saudável: atitude positiva. 
Sim conseguir identificar num processo de selecção pessoas com esta característica é uma grande mais valia, por que? Porque não existe nada pior do que se ter numa equipa de trabalho alguém que contamine as outras pessoas com o veneno da discórdia, da maledicência, da inveja e desculpe lá, a pessoa pode ter se formado em Harvard e não possuir uma atitude positiva. 
As pessoas positivas numa equipa de trabalho contaminam as outras, bem como as pessoas negativas o fazem. Então quando alguém me pergunta que critérios levo em consideração para definir o tal "perfil" da vaga, o primordial é a atitude positiva. Isto não significa que a pessoa precisa só ter atitude positiva, óbvio que não, mas que isso irá contar muito, não tenha dúvida. 
As pessoas positivas mesmo em situações extremas conseguem levantar-se, dar a volta no inesperado, elas não se entregam as adversidades que ocorrem no nosso dia a dia pessoal e profissional. Não pensem que elas não sofrem, não choram, sim, mas não ficam apenas nisso. Elas AGEM e são fundamentais para a melhoria do clima da organização, digo até que são pilares de sustentação. Olhemos para nós e reflitamos se somos pessoas com atitudes positivas. Observe se isso pode não estar a ser o impeditivo que falta para conseguir uma nova colocação no mercado de trabalho.
Se ainda não somos pessoas de atitudes positivas,  busquemos cultivar e desenvolver este elemento fundamental para conquistarmos uma vida profissional e pessoal mais satisfatória.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Dizer Sim!

Imagem do google
Você já reparou se costuma dizer SIM na sua vida? Ou é mais de dizer NÃO?
Está aberto para as mudanças ou prefere levar a vida onde tem um pseudo-controle de tudo e muitas vezes dizendo NÃO as novas possibilidades? Diz NÃO por medo de encarar algo diferente, medo do desconhecido e o que isso poderá acarretar?
Dizer SIM não é aceitar o que os outros querem que façamos ou seja, seguir à vontade alheia. É estar aberto ao bom, ao belo, ao novo, é enxergar a vida pela ótica positiva, com otimismo, resiliência e aceitação. Isto não significa que a pessoa vai dizer sim para tudo, que não será assertiva, é uma questão de bom senso, de realmente estar aberta as possibilidades, é sair do seu casulo, sua concha de proteção.
Observe que se disser mais SIM em sua vida, estará ampliando suas possibilidades, enriquecendo seus contatos com outras pessoas, enfrentará seus medos com maiores hipóteses de sucesso. 
Muitas vezes nem acabamos de ouvir o que o "outro" tem a dizer e já estamos com o NÃO pronto, na ponta da língua, o cérebro meio que fica configurado para contestar, para dar sempre a última palavra e que muitas vezes deve ser o NÃO. Lembro-me que uma vez numa formação que estava a ministrar uma pessoa me disse, olha eu digo sempre NÃO, pois acho que se disser SIM vou perder minha autoridade perante minha equipa, primeiro digo NÃO mesmo que eles estejam certos em seja lá o que for... Quantos funcionários dizem não, às vezes não na frente dos chefes, mas fomentam o NÃO com os colegas... Observe-se e veja se este é o seu caso e o que isto está lhe trazendo de malefícios, é óbvio que isto não é saudável. Se você parar mesmo para analisar verá que o NÃO pelo não, é um comportamento infantil. Observe uma criança de 1 a 3 anos quase tudo o que se diz à ela, ela responde com um sonoro NÃO. Ela está descobrindo suas vontades e desejos, então o primeiro impulso é o NÃO. Algumas pessoas carregam esse comportamento para sua vida adulta e nem se apercebem que estão fechadas ao SIM
É momento de mudar, experimentar e aceitar o SIM ao bem, ao bom, ao novo. 
Conheça os benefícios que o SIM pode trazer para o seu processo de mudança interior e seja mais feliz. Simples assim. Descomplica e diz SIM para tua vida!
Lembrei-me daquele filme YES Man (SIM Senhor) com Jim Carrey, que aborda o tema de forma positiva, cómica e lúdica e como sou fã de boas risadas e que de quebra nos faz refletir, recomendo para começar a treinar o seu SIM INTERIOR.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

domingo, 16 de setembro de 2012

A Casa de Luz - Reflexão Sobre a Vida

Imagem do google
O que posso dizer sobre esse vídeo? Penso que todos nós vamos nos encontrar um pouco nele. Vida, desapego, encarar os medos que existem dentro de nós, a saudade dos que amamos, a vida que se desenrola sem ensaios, a família, enfim, um pouco de tudo. É mesmo um vídeo para se apreciar, sentir, sorrir, chorar, deixar mesmo as emoções fluírem. São apenas 7 minutos, que valerão a pena.

sábado, 15 de setembro de 2012

Dica de Filme: Caminho da Liberdade (The Way Back)

O filme Caminho da Liberdade (The Way Back) é o tipo de filme que inspira, que faz refletir sobre como se pode conseguir sobreviver em condições extremas de clima, de pressão externa, de fome, de medo, mas com uma certeza, quando se tem  coragem  para enfrentar as adversidades, é possível ultrapassar montanhas reais e imaginárias, literalmente.
A história do filme é baseada em factos reais. O filme tem uma fotografia de tirar o fôlego.  Já assisti duas vezes e digo assisto novamente, pois tiro mais e mais lições dele.É inspirador, uma lição de vida, mostra a importância de acreditar num sonho, a visão positiva do futuro(que já falei aqui).
A cena final arranca lágrimas e nos faz compreender a importância do nosso propósito de vida, de não desistirmos jamais dos nossos sonhos, sem pieguismos. Tocante. 
Assistam e depois me contem. Deixo o trailer para se inspirarem.

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Assuma Responsabilidade

Tradução da frase: Você é 100% responsável pela sua vida!
Frase para reflexão:
"Não importa o que fizeram de mim, o que importa é o que eu faço com o que fizeram de mim" Jean-Paul-Sartre
Muitas pessoas que estão a reclamar da vida que levam, adoram culpar a família, os amigos, o trabalho ou a falta dele, factos passados, a crise económica por tudo o que ocorre ou não em suas vidas. Adoramos dizer "não sei porque isso aconteceu comigo...", "ai eu não sabia"... Enfim adoramos essas frases.Quando mudamos de postura e passamos a assumir a responsabilidade por TUDO o que nos ocorre, será mais fácil efetuar as mudanças necessárias para chegar onde se quer. Portanto assuma as suas responsabilidades e seja mais feliz. 

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Vagas Para Enfermeiros e Fisioterapeutas no Reino Unido, Bélgica e França

O que fazer quando existe uma crise económica no país? As vagas são escassas, ou seja existem mais profissionais do que vagas oferecidas. O que fazer então? As hipóteses são muitas. Alguns vão empreender, uns vão se dar um tempo e aumentar a procura, mudar de estratégia, mudar de área de actuação, vão analisar e ver se existe algo em seu currículo que não está favorecendo a procura. A sugestão é que o profissional faça mesmo uma autoanálise criteriosa do que se tem de percurso profissional(ou se ainda não tem e o que fazer para conseguir o que se quer), o que precisa ser alterado e após isso tudo descobrir que existe luz no fim do túnel. Sim, existe. Se nos focamos apenas nos problemas, por exemplo estar no desemprego, não conseguir o primeiro emprego, entre outras situações, ofuscamos ou ocultamos as possíveis soluções de nossa frente ou qualquer possibilidade de ver algo além do que o que temos no agora.
Quantas vezes ouço jovens recém-licenciados a dizerem que querem trabalhar mas... colocam logo objeções, uns não gostariam de sair de Portugal, outros não querem sair sequer de sua cidade, há que se mudar esse pensamento ou, não se consegue mudar. É preciso enfim sair de sua "zona de conforto", o que seria isso? O que estamos habituados a casa dos pais, o que se conhece, os amigos de sempre, enfim, sair em busca do novo. Digo por experiência própria, não é uma tarefa fácil, mudar nunca é, digo por experiência própria, sou imigrante.Deixar seu país, amigos, conhecidos, mas o que tem de ser pensado é: O QUE EU QUERO?  O QUE ESTOU DISPOSTO A FAZER PELO QUE QUERO? COMO POSSO COMEÇAR A FAZER  HOJE O QUE EU QUERO?
Estou a falar sobre esse tema porque a Best Personnel empresa de recrutamento na área da saúde, estará a fazer um Open Day  com cerca de 60 vagas  para Reino Unido, Bélgica e França nos dias 17 e 18 de setembro.
Os salários variam consoante o cargo e a empresa, mas nunca são menores que 1500 euros.
O pré requisito fundamental é o domínio da língua inglesa e francesa. 
Levar currículo nos dias 17 e 18 de setembro  à Rua D. Manuel II - 51C - 1ºEsq - salas 1. 4 - Porto.
Visite o site da Best Personnel para maiores informações:
http://bestpersonnelpt.webs.com/
 Muito Sucesso!

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Convite 2 - Workshop Construindo Uma Carreira de Sucesso

Venho mais uma vez convidar os leitores e amigos do blog de Niterói, Rio de Janeiro e adjacências para participarem do Workshop Construindo uma Carreira de Sucesso, da Conexão Talento, onde Paula Alexandrisky,é diretora atualmente. Sua formação passa pela Economia, Consultora de RH, Orientadora de Carreiras e Coach. 
Somos parceiras profissionais em diversos projetos de RH, este é mais um deles. 
Divulguem!

Convite 1 - A Família e o Vestibular

Queridos amigos e leitores do blog, hoje quero deixar um convite aos leitores do blog de Niterói, Rio de Janeiro e adjacências pois a palestra será presencial com a Drª Ana Cristina psicóloga, psicanalista, analista vocacional, parceira profissional e amiga em diversos projetos profissionais que já fizemos e ainda fazemos juntas (mesmo à distância).
Segue o convite, peço que divulguem para seus amigos e familiares. 

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Semear - O Homem Que Plantava Árvores

Olá à todos os leitores do blog! Estive ausente estes dias, pois estive envolvida num lindo projecto este fim de semana, com jovens e adolescentes de Portugal. Foram momentos de intensa alegria,  de aprendizados e muitas partilhas.
Sou grata pela confiança do trabalho que lá fizemos, por saber que estamos a semear o amanhã. Obrigada à todos os que participaram do ENJE - Porto.
Como estamos a falar em semear um futuro melhor, deixo essa animação que foi vencedora do Oscar® de 1988 de curtas metragens e que diz muito sobre plantarmos o bem, não a espera de recompensa, mas na certeza de que é o que temos que fazer, pois está dentro de nós. O filme tem 30 minutos e vale a pena parar e assistir com atenção, é emocionante ninguém duvide. Para aqueles como eu, gostam de ler e ver a história o livro é de uma beleza ímpar e recomendo a leitura.
Ninguém diz que é fácil o plantio, mas vale a pena. 
Sim, depende de nós a mudança!

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Dica de Livro: Não Faça Tempestade em Copo D´Agua

A dica de Livro de hoje é Não faça tempestade em copo d´agua que tem como subtítulo  E tudo na vida são copos d´agua de autoria de Richard Carlson um doutor em Psicologia.
 Li esse livro há mais de 12 anos e lembrei-me dele, pois quando nos deparamos com situações que nos tiram do sério, nossa tendência natural é entrarmos em pânico, desespero, ficarmos irritados e perdermos o controle. Claro que ter lido esse livro não me livrou de ter inúmeras vezes ter feito "tempestades em copos d´agua" que poderiam ter sido evitadas e me poupado stresses desnecessários, só que muitas vezes lemos algo, mas não internalizamos. Passado algum tempo amadurecemos para perceber o que estava a ser dito naquele momento.Isto é crescer. 
A proposta do livro não é um mero agregado de receitas do tipo faça isso e faça aquilo...ele traz estratégias da filosofia oriental para que possamos não dramatizar sobre a vida e seus desafios.
O autor tem ainda na mesma linha "Não faça tempestade em copo d´agua no trabalho e Não faça tempestade em copo d´agua na família".
Como bem diz o livro, hoje tempestade hoje e céu de brigadeiro amanhã. 
Vale a leitura.

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Dicas O Que Fazer Antes de Sair do Trabalho


As dicas abaixo não são minhas mas considerei-as muito pertinentes e por isso decidi partilhar.

Foram retiradas na íntegra do site:

http://www.administradores.com.br/informe-se/carreira-e-rh/14-coisas-que-voce-deve-fazer-antes-de-sair-do-trabalho/59111/

Vamos as dicas:

14 coisas que você deve fazer antes de sair do trabalho
Infomoney - 01 de setembro de 2012, às 10h30min
Pior que sair do seu trabalho estressado é saber que amanhã estará batendo o mesmo ponto. Normalmente, não se pode mudar o futuro a curto prazo, mas há coisas que você pode fazer que deixará o final de seu dia muito menos exaustivo.
“Terminar o dia bem disposto é fundamental, pois isso determinará como você irá começar o dia seguinte”, analisa a especialista em ambiente de trabalho para a Forbes, Lynn Taylor.
Para ela, tudo irá interferir na produtividade do profissional.Se terminar o dia bem também irá garantir um olhar para trás com um sentimento de realização e satisfação, fazendo você acordar mais fácil dia seguinte para recomeçar a rotina, acrescenta a autora do livro “Blind Spots: The 10 Business Myths You Can’t Afford to Believe on Your New Path to Success”, Alexandra Levit.
Para obter esses benefícios e tornar sua vida mais saudável e realizada, a Forbes levantou junto a especialistas, 14 dicas do que você deve fazer no final do seu expediente de trabalho, confira:
1. Avalie a sua lista de coisas para fazer
Faça uma relação do que você fez durante o dia e do que ainda tem em pendência. “Se você não está satisfeito com sua produtividade, planejar o que você precisa fazer e quando precisa entregar fará você ter uma noção de tempo para colocar tudo em ordem”, disse a coaching de carreira, Anita Attridge. Se você pode fazer algo rapidamente antes de sair, utilize esse tempo. Isso vai poupar preocupações antecipadas na manhã seguinte.
 2. Reveja sua agenda para o dia seguinte
Você precisa estar ciente de quaisquer reuniões ou atividades importantes do próximo dia. Ainda pode usar esta oportunidade de programar o tempo em seu calendário para realizar os demais itens da lista. “Pense no que você está mais ansioso para realizar amanhã. Isso vai ajudar a deixar para trás o que aconteceu hoje, irá enriquecer o seu humor e colocar um ponto final no seu dia de trabalho”, sugere especialista em empregabilidade, David Shindler.
3. Check-list com seu chefe e colegas
Após listar todas suas atividades pendentes e achar que talvez não consiga realizá-las até o final do dia, converse com o seu chefe e veja com ele se algum prazo pode ser prorrogado. Esta também é uma boa oportunidade para checar prazos e confirmar se todos estão na data e horário certos.
4. Organização
Ninguém é tão produtivo com uma mesa, gavetas e agendas desorganizadas. A situação piora quando você vai embora e não sabe onde estão suas chaves, o telefone que terá de ligar no dia seguinte ou o crachá de acesso. Esses minutos perdidos deixam qualquer profissional estressado no final do dia. A dica de organização também serve para a caixa de e-mail e os diversos post-it distribuídos ao redor de seu computador.
5. Hora certa
O final do dia é o melhor momento para lidar com a papelada e tarefas que não requerem ligações ou reuniões (atividades que exigem mais tempo). "E-mails, relatórios, memorandos e projetos são melhor tratadas quando telefonemas, textos e outras distrações desaparecem", diz Taylor.
6. Assuntos dominados
Certifique-se de amarrar todas as tarefas soltas para que você possa realmente desligar quando sair do trabalho. Não deixe nada suspenso, se pode ser rapidamente resolvido. “Não há nada pior do que ter aquela sensação de algo incompleto na cabeça”, diz Woodward.
7. Faça outra lista de afazeres
Determine o que você deve fazer no dia seguinte e ter um plano de como e em quanto tempo realizará essas tarefas. Você provavelmente vai atualizar ou expandir sua lista de afazeres na manhã seguinte. "Qualquer coisa que você pode fazer para ter um bom começo de manhã vai ajudar a atingir dias mais produtivos e uma carreira mais feliz”, afirma Taylor.
8. Reflexão sobre o dia
A maioria das pessoas não faz isso, mas deveria. Saber o que deu certo e o que deu errado e pensar sobre como melhorar sua produtividade ou relação com colegas e chefe traz soluções inimagináveis para grande parte dos problemas que “lhe tiravam o sono”.
9. Rotina
É muito importante criar rotinas e rituais no trabalho, pois ajuda a nos sentirmos satisfeitos ao final do dia com nossas realizações. Também, ao longo prazo, as tarefas vão ficando cada vez mais fáceis e sistemáticas, o que diminui as chances de se esquecer de algo importante. Ter o hábito de tratar bem seus colegas de trabalho, também te faz bem ao final do dia.
"Nós tendemos a pensar sobre a importância de dizer bom dia para começar o dia, mas nos esquecemos de que dizer boa noite pode ser tão importante quanto. Fará bem a todos dizer um adeus apropriado, em vez de apenas silenciosamente ir embora. Isto fica triplamente importante se você é o supervisor ou chefe", diz Kerr.
10. Nota positiva
Se algo deu certo em seu dia, se algum cliente fechou contrato ou seu colega te fez rir, deixe um agradecimento a eles. “A ideia é encontrar algo positivo que faz você se sentir bem com o seu trabalho e ter certeza de que ir embora é a última coisa que estará em sua mente", diz Wooodwad.
11. Economize
Ajudar o meio ambiente não faz mal a ninguém, muito pelo contrário. Desligue as luzes e equipamentos, não custa nada.
12. Desconecte-se
Não tenha medo de desligar seu smartphone, tablet ou os alertas de e-mail. Seu trabalho se limita as horas cumpridas e não aos finais de semanas, feriados ou tarde da noite, em casa.
13. Deixe seu estresse atrás da porta
Quando fechar a porta do trabalho, não pense nas preocupações que ficaram lá dentro, isso não ajudará em nada, só te fará perder o resto do dia. "Sua família precisa de você presente e bem, por isso faça o que puder para garantir que o estresse permanece no escritório”, afirma Woodward.
14. Vá para casa
Às vezes não é a empresa, o chefe, o trabalho ou os colegas que fazem péssimo o final do expediente, mas sim você mesmo. Geralmente, os workaholic esquecem que têm uma vida após o trabalho, e mesmo achando que está tudo bem por estar trabalhando, uma hora o cansaço bate e você poderá culpar a empresa.
Shindler acrescenta: "Não fique apenas para fazer sala com o chefe mas também não vá embora só porque você pode. Seus colegas podem depender de você. Faça as coisas certas, mas as faça direito".