quarta-feira, 5 de julho de 2017

Gratidão à vida! Cheguei aos 44 anos!

Foto arquivo pessoal
E julho chegou. Faz hoje exatamente 4 meses desde a última vez que escrevi no blog. Foram tantos os acontecimentos(bons e menos bons como tudo na vida), tenho tanto pra escrever, atualizar e contar aqui no blog que ficarei uma semana só pra atualizar tudo (que logo contarei ponto por ponto, foto, foto por foto, risos!) estou sumida é verdade assumo. Estou em falta com um monte de amigos, sem conversar e mergulhada no trabalho, é uma fase. Uma boa fase, e logo falarei com todos.  Só que chegou ... chegou o dia do ano que é só meu (eu ainda gosto de celebrar meu aniversário, pode chamar de ego, sei lá mais o que, não ligo)e como sempre venho cá deixar uma mensagem. Este ano não seria diferente, aqui estou. 
De repente 44 anos! Opss! Nem foi tão de repente assim! Cheguei aos 44 anos e gosto disso, gosto das minhas rugas e pés de galinha (risos!). Estou muito FELIZ e verdadeiramente GRATA por chegar até aqui. Agradeço profundamente à DEUS pela vida, aos meus pais por me terem dado a vida, ao meu marido e companheiro que está comigo há 17 anos vivendo dia a dia as alegrias, tristezas, trabalho, parceria, à minha família que me ama e compreende, apoia e torce por mim, aos meus amigos que não são poucos e compartilham e compreendem minhas ausências e presenças, ao trabalho que amo e faço e que me dá a oportunidade de poder conhecer, partilhar, aprender com tantas pessoas queridas. 
Quanto tenho pra agradecer que ficaria para sempre a apenas a agradecer! 
Chegamos ao meio do ano e olho e vejo quantos aprendizados, quanta coisa boa que já aconteceu e o que não aconteceu ainda que por mais que me doa, logo virá e aceito. Que bom que a vida é assim!
Que eu possa continuar a minha caminhada com força, ânimo e CORAGEM! Sei que que não estou só. 
Vários poemas me vêm a mente ao escrever este post, só que Guimarães Rosa fala comigo através deste poema então celebro este dia com ele. Amo este poema.
" O correr da vida embrulha tudo. 
A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. 
O que ela quer da gente é CORAGEM"
Guimarães Rosa