terça-feira, 2 de julho de 2013

Pare de Reclamar da Sua Vida!

Então demorei mais cheguei!  
Foi um mês no mínimo intenso. Senti falta de escrever aqui, de partilhar, de ir visitar todos os meus blogs preferidos e amigos. Foi importante também parar, olhar, ver o que está bom e o que não está e precisa ser melhorado no blog, em mim, na minha vida. Deu para observar o quanto fico absorvida quando estou em formação, o que pode ser muito bom.A questão vira um problema quando deixamos o perfeccionismo nos dominar(às vezes ainda deixo, estou trabalhando nesse aspecto que não me agrada em mim), quando algo não sai como o planeado e quando caímos na identidade de vítima. Eu que vivo falando sobre o tema me vi bancando a "coitada". Vou partilhar com vocês minha experiência. 
Estava com quase todo o material pronto da formação que estou a ministrar, quando fui gravar(salvar)e por um descuido gravei o ficheiro(arquivo) errado por cima e... tarde demais não tinha feito uma cópia, perdi praticamente TUDO. Começa aí minha saga de reclamação comigo, com o mundo, com o computador, com a vida... e de repente me dou conta que estava me vitimizando. Pára tudo! Quem foi responsável por ter feito a gravação? Parei, chorei,  respirei, ri(usei uma das técnicas do yoga do riso) e no dia seguinte voltei a refazer. Ficou melhor que antes. Lições aprendidas. Como é importante a gente se aperceber quando estamos  bancando o coitadinho, com pena de nós próprios. Fiz isso muitas vezes na minha vida. Agora fico atenta, senão, estaria até agora reclamando do que aconteceu. Isso me fez ficar muito mais atenta(atenção plena) com olhos no que estou a fazer no momento.
Quantas vezes reclamamos por tudo e por nada, do dia que amanhece cinzento, com chuva ou com muito calor. Transformamos uma gota numa tempestade, quando na verdade tem problemas muito maiores que os nossos. Que fique bem registado não estou menosprezando os problemas ou dizendo para empurrar para debaixo do tapete, não é isso, é dar o verdadeiro tamanho à cada um deles. Com certeza seremos mais felizes. 
Partilho este belíssimo vídeo para que meditemos se reclamamos demais. 
Excelente dia!

5 comentários:

Carolina Ribeiro disse...

Querida Elis, que bom poder voltar a ler os seus pots! E começou em grande. Primeiro, com o seu próprio testemunho; depois, com estes exemplos tão "fortes" que nos fazem sentir ridículos quando nos lamentamos ou quando reclamamos. Bem haja! Um beijinho.

Elis Dias disse...

Querida Carolina, OBRIGADA pelo apoio, carinho e tanta vibração positiva. Senti mesmo falta de estar por cá. De facto este vídeo nos faz refletir que muitas vezes reclamamos "à toa" e sem pensar, fica o alerta para pensarmos. Gratidão e até breve! Beijinhos grandes.

sara maria ferreira carneiro disse...

Também já tinha saudades e gostei muito do teu testemunho, porque tudo o que dizes acontece connosco e é importante estarmos atentos para que a mudança aconteça! Muito grata linda! Aquele abração ternurento

carlos cunha disse...

que mais dizer ? obrigado pela partilha

Elis Dias disse...

Eu que sou amplamente grata a cada um de vocês que acompanham o blog.Fico imensamente feliz. Gratidão SEMPRE!