sexta-feira, 22 de março de 2013

Dia Mundial da Poesia e a Primavera

Foto Luís Dias(Arquivo Pessoal)
Dia 21 de Março é o Dia Mundial da Poesia e o querido e estimado amigo Carlos do Blog Farol da Boa Nova publicou este poema da querida poetisa Auta de Sousa que sempre esteve presente na minha vida(visto que até o trabalho voluntário que fiz durante muitos anos em São Paulo, chamava-se Campanhas Auta de Sousa em sua homenagem).
Tomo a liberdade de publicá-lo aqui, pois além de ser poesia é Primavera, a mais bela das estações do ano, para mim.
Obrigada Carlos, mais uma vez por tamanha sensibilidade. 
Página Azul

No país de minh’alma há um rio sem mágoas,
 
Um rio cheio de ouro e de tanta harmonia,
 
Que se cuida escutar no marulhar das águas
 
Do sussurro de um beijo a doce melodia.
 
Este rio é o meu sonho, um sonho azul e puro,
 
Como um canto do Céu, como um braço do Mar;
 
Loura réstia de sol a rebrilhar no escuro,
 
Casta luz que cintila em torno de um altar.
 
De um altar que palpita e que sofre e que sonha,
 
Soletrando a cantar a linguagem do Amor…
 
Do altar do Coração, a paisagem risonha
 
Onde brotam sorrindo as ilusões em flor.
 
Vem beber, meu amor, neste rio que é fonte,
 
É fonte de esperanças e lago de quimera…
 
Vem morar n’um país que não tem horizonte,
 
Onde não chora o Inverno e só há Primavera.
Auta de Sousa

2 comentários:

carlos cunha disse...

nunca será de mais evocarmos (e convocarmos) a poesia, uma das artes maiores. Se a tal acrescermos com um maravilhoso poema de Auta de Souza então mais enriquecidos ficamos.

Elis Dias disse...

De facto Carlos poesia é sempre algo que nos presenteia.